Microlixo: um inimigo quase invisível

Costa Verde & Mar >
CVM-12-02-02

Bitucas de cigarro, tampinha de garrafas e palitos, são apenas alguns dos exemplos de microlixo que devemos recolher

 

O microlixo é um tipo de resíduo que quase não chama atenção sozinho, mas reunido é um dos maiores responsáveis pela poluição das praias. Exemplos deste tipo de lixo são papéis de bala, bitucas de cigarro, chicletes, tampinhas de garrafas, palitos de dente e de picolé, além de pequenas embalagens de produtos. Este tipo de resíduo acaba causando danos em canos de esgotos, rios e praias.

 

Um dos itens mais encontrados nas areias das praias e classificado como microlixo são as bitucas de cigarro. De acordo como portal Lixo Marinho, no Brasil são descartados anualmente 140 bilhões de filtros de cigarro, e o tempo de decomposição deste tipo de microlixo é de 1 a 2 anos.

 

Não é apenas o entupimento de tubulações ou a sujeira na areia que preocupam, o microlixo nas areias das praias altera a cadeia alimentar de seres habitantes do meio, causando a morte de moluscos, aves e peixes. Para seres humanos, o longo tempo de decomposição desses materiais também aumenta o risco de doenças de pele, conjuntivites e verminoses.

 

Há grupos e voluntários que ajudam a diminuir este problema, através de ações de limpeza e de conscientização entre os banhistas, no entanto é importante que cada um faça a sua parte, e não contamine as praias e recantos naturais que visitar.

 

A responsabilidade é de todos

 

Não existe jogar fora, tudo que você descarta, acaba indo parar em outro lugar do planeta, apenas fica mais longe de você. Portanto, conscientize-se. Inclua na sua lista da praia, duas embalagens para deixar seu lixo enquanto estiver na areia, uma para o lixo orgânico, outra para o lixo seco. Quando for embora deixe seu lixo em coletores apropriados, que estão disponíveis em muitas praias. Seja consciente e preserve o meio ambiente.

< Voltar
© Costa Verde & Mar